Logotipo Cine Theatro Brasil Magenta
Search
Close this search box.

TOM NA FAZENDA

Teatro – Drama | 18 anos | 120min.
28, 29 e 30 de abril de 2023

Clique aqui e compre seu ingresso!

Atenção: não será permitido o acesso ao evento após o início do espetáculo.

Uma das peças mais aplaudidas e premiadas desde sua estreia em 2017, Tom na  Fazenda chega a Belo Horizonte pela primeira vez em curtíssima temporada. Após  uma temporada de grande sucesso no prestigiado Festival de Avignon, na França,  a montagem idealizada por Armando Babaioff com direção de Rodrigo Portella chega a Belo Horizonte, exatamente cinco anos após sua primeira apresentação. Assistida por mais de 45 mil pessoas, Tom na Fazenda traz no elenco Soraya Ravenle, Gustavo Rodrigues e Camila Nhary, além do próprio Babaioff, em um drama forte e potente que aborda a inabilidade do indivíduo para lidar com o  preconceito, violência e fracasso. 

Tom na Fazenda é baseada na obra “Tom à la Farme”, do autor canadense Michel Marc Bouchard. Foi numa conversa com um amigo que Babaioff tomou  conhecimento do filme Tom na Fazenda (2013), adaptação da peça homônima,  com direção do franco-canadense Xavier Dolan. Arrebatado pela obra, o ator  começou a traduzir a peça, que conta uma história universal, comum entre jovens  de várias gerações, de diferentes culturas. São homens e mulheres que, por conta do preconceito, aprendem a mentir antes mesmo de aprenderem a amar. As famílias, guardiãs das normas sobre a sexualidade, garantindo sempre a heteronormatividade, inserem nos próprios membros a semente da homofobia.  

Em cena, o publicitário Tom (Armando Babaioff) vai à fazenda da família para o funeral de seu companheiro. Ao chegar, descobre que a sogra (Soraya Ravenle) nunca tinha ouvido falar dele e tampouco sabia que o filho era gay. Nesse ambiente  rural e austero, Tom é envolvido numa trama de mentiras criada pelo truculento irmão (Gustavo Rodrigues) do falecido, estabelecendo com aquela família relações  de complicada dependência. A fazenda, aos poucos, vira cenário de um jogo  perigoso, onde quanto mais os personagens se aproximam, maior a sombra de  suas contradições.

“Todo redemoinho que devastará a vida dos que fogem das normas surge no  núcleo de suas próprias famílias”, comenta Rodrigo Portella, que opta, mais uma vez por uma encenação com poucos elementos para que as sutilezas das relações  propostas pelo texto se sobressaiam. “Bouchard compôs uma obra de estrutura  impecável. Ele vai fundo nas contradições dos seus personagens, o que os torna  muito próximos de nós”, acredita o diretor. 

Vencedor dos Prêmios APCA, APTR, Shell, entre outros, o espetáculo já completou  mais de 250 apresentações com dez temporadas no Rio de Janeiro, uma em São  Paulo e uma em Montreal, no Canadá, quando foram surpreendidos pela pandemia  da Covid-19 e obrigados a cancelar as apresentações que fariam também em  Connecticut, nos Estados Unidos, e no Festival de Avignon, em 2020. 

datas e horários

VALOR INGRESSOS

ENTRADA
MEIA ENTRADA

Bilheteria: Av. Amazonas, 315 – Centro.
Funcionamento: Seg – Sáb: 12:00 – 21:00 e Dom e feriados: 15:00 – 20:00.
Horário especial nos feriados.
Telefone: (31) 3201.5211 ou (31) 3243.1964

Loja Eventim – Shopping 5ª Avenida (sujeito a taxa de conveniência)
Rua Alagoas, 1314
Loja 20C– Savassi
BR – 30130-160 – Belo Horizonte

Crianças até 02 anos:
Crianças até 02 anos completos possuem gratuidade e permanecem no colo dos pais e/ou responsáveis legais.
A partir de 02 anos e 1 dia, a criança paga meia-entrada mediante apresentação da carteira de identidade ou certidão de nascimento

Meia-entrada:
A Partir de 1/12, de acordo com decreto n° 8.537 de 5 de outubro de 2015, só serão vendidos ingressos de “meia entrada de estudantes”, para aqueles que tiverem as CIEs ( Carteiras de Estudantes ) com os seguintes requisitos:
– Nome completo e data de nascimento do estudante
– Grau de escolaridade
– Foto do estudante
– Nome da instituição de ensino ao qual o estudante está matriculado
– Data de validade até o dia 31 de março do ano subsequente ao de sua expedição
– Certificação digital observando o disposto no inciso 2º do Art 1º da lei nº 12.933 de 2013
. O decreto n° 8.537, não permite que os estabelecimentos aceitem boletos ou carteirinhas de cursos, como comprovantes para a compra da meia entrada.

outros eventos que você possa gostar

plugins premium WordPress

INSCREVA-SE PARA RECEBER ATUALIZAÇÕES DO CINE